OLHAR DE MÃE

OLHAR DE MÃE
Tudo é mágico, tudo é perfeito, suave, abençoado, sublime, divino...
São insondáveis os meus adjetivos por ela.
Poderia eu aqui catar letras o resto da noite,
e meus adjetivos de mãe não findariam.
É talvez no vê-la correr-me de braços abertos com um rasgado sorriso...
É no ouvi-la pronunciar um EU TE AMU!,
Também, nos trancos do cotidiano de uma entre tantas mães (pães).
No anoitecer, ao benzermo-nos pra um
“até amanhã” antes que chegue o plantão da madrugada.
Tudo é perfeito, porém, é, durante o soninho que o encanto acontece
é olhando-a dormir que emborco meu coração
e despejo meus sentimentos maternos
sentindo a paz do teu ressono.
É nessa hora que reforço meu lado mulher,
Sentindo o peito inchar-se e num suspiro,
sem que se perceba...
A boca abre-se agradecendo a graça de tê-la concedido a mim.
Nem o êxtase de segurá-la pela primeira vez ao nascer,
Nem o aconchego do primeiro contato,
do primeiro abraço.
É NO DORMIR...
Essa, é a hora que amo na extensão da palavra,
na profundidade, no verdadeiro sentido da palavra AMAR
É nessa hora que o coração transporta-se
às habitações celestes, pedindo a Proteção Divina.
Agradeço então, colocando-a no colo do Senhor meu Deus.
Senhor Verdadeiro
Rival de amar até arder...
Ele, Ela Verdadeiros Motivos Do Meu “amaratedoer”
Ná.Stos.

0 comentários:

Olá... Espero que tenha gostado do meu bloguinho e volte muitas vezes mais tá? Se quiser copiar algo, fique à vontade, mas por favor, deixe um comentário avisando. Beijos!!!