Separação

Eu, mulher guerreira, 49 anos vivendo esta emoção...
Abraçamo-nos e uma lágrima lhe nasceu seguida de outras tantas.
Inevitável foi o soluço, foi espontâneo e o abraço apertou-se involuntariamente.
Incrível como o medo ou mesmo uma ameaça nos leva a enxergar o que de melhor temos ao alcance das mãos
E no aperto, ela respira as palavras “eu te amo, amo muito”
Havia quase dez anos de relacionamento, de reciprocidade, de momentos inesquecíveis.
Nunca nos separamos por mais de 24 horas. Sabíamos que o tempo iria se arrastar naqueles dias, mas tínhamos que nos afastar. Então com os olhos afogados, ela me olha
No fundo dos meus olhos e num simples gesto de pálpebras, rolam pares de lágrimas... Ela sussurra: Jamais se separe de mim, jamais me abandone... E soluça... Eu preciso de do seu amor, do seu carinho...
Eu sabendo que não viveria para atender àquele pedido, sinto seu coração pulsar cada vez mais forte. Seco suas lágrimas carinhosamente com as costas dos dedos e com voz branda lhe digo: Que de massa terrena seja impossível, porém, de espírito estarei eternamente contigo. Como eternamente será o meu amor por você. Foi nesse momento que batizamos nosso “Abraço de Minuto”, pois por um minuto nos amamos eternamente... Sentimos-nos como se fosse a última vez... E no silencio daquele abraço, sentimos as batidas dos nossos corações.
Então... Tomo uma decisão brusca:
Com firmeza desconhecida aperto-lhe os ombros, os olhos nos olhos... Benzemos-nos e rezamos de mãos dadas ainda fitando-nos.
Benzemo-nos novamente E dei devagarinho um passo para trás... E mais outro, agora, tocando-nos somente pelas pontas dos dedos... Respiro fundo e sorrindo, digo-lhe
Fique com Deus meu amor, e, também sorrindo ela pede:
A sua benção mãe!
Confiante respondo:
Deus lhe abençoe minha filhinha.
Segui em direção ao ônibus para o hospital, eu teria que ficar por longos dias internada
Ná.Stos.

3 comentários:

João o Aluno Velho disse...

Ná...Dizer o quê?Emocionei-me muito e as lágrimas correram,deixo um carinhoso beijo.

Natália disse...

Pôxa Paim...
Muito me honras com o teu comentário.
Brigadim pelo carinho e saiba que é recíproco.
Bjus da sua filhota

Anônimo disse...

Sou mãe e sei o quanto vc sentiu nesse momento minha linda
Só uma mãe entende outra mãe né?
Beijos caramelados

Olá... Espero que tenha gostado do meu bloguinho e volte muitas vezes mais tá? Se quiser copiar algo, fique à vontade, mas por favor, deixe um comentário avisando. Beijos!!!